Novidades

Novidades, eventos e notícias ligados à rotina do colégio. Siga nossas redes sociais pra saber de tudo em tempo real.

Comportamentos inapropriados na internet

Chefe de Comunicação da PF fez palestra no CFC sobre crime virtual e bullying

Recife, 25 de setembro de 2019 – Na tarde desta quarta-feira, a coordenação do Ensino Fundamental 1 promoveu mais um encontro de suma importância para alunos e professores do Colégio Fazer Crescer. O bate-papo abordou um dos temas que mais preocupam pais, médicos, psicólogos, educadores e até as autoridades policiais, ou seja, os crimes virtuais e o bullying. “Nosso objetivo é conversar claramente com profissionais que têm propriedade para falar sobre estes assuntos, que são altamente perigosos”, alerta a professora Paula Lombardi, coordenadora do Fundamental 1.

Foi pensando nisso que ela reuniu os alunos do 5º e 6º anos para ouvir o Chefe de Comunicação da Polícia Federal em Pernambuco, o delegado Giovani Santoro, que explicou didaticamente para os alunos sobre como eles devem não só se proteger dos cibercrimes e do bullying, mas também como combatê-los. “A primeira reflexão que faço com vocês é sobre o comportamento nas redes, ou seja, sobre o respeito no ambiente virtual. Se existem regras em casa, na escola e em todos os diversos meios sociais, essas regras devem existir também na internet”.

Santoro alertou os alunos quanto à grande capacidade que os criminosos têm de enganar as crianças em função da idade. “Apesar de vocês serem meninos inteligentes, os bandidos conseguem enganar crianças por causa da imaturidade. Vocês ainda não estão preparadas para se defender desse tipo de gente, por isso é necessário se expor o mínimo possível nas redes sociais”, disse ele, mostrando exemplos de casos de sequestros de menores justamente por eles terem feito exposições em demasia no Instagram e no Facebook.

O delegado definiu os crimes cibernéticos e o bullying para mostrar os prejuízos que eles provocam na saúde das crianças e dos adolescentes, e citou a pesquisa do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, que examinou o cérebro de 11 milhões de crianças com idades entre 9 e 10 anos. “O uso excessivo das telas dos celulares, tablets e games atrofia o córtex cerebral, provocando a diminuição da receptividade de informações sensoriais”. Ele explicou que isso significa que há um envelhecimento precoce do cérebro e deu a dica do tempo ideal de exposição às telas de acordo com a faixa etária: “Duas horas para adolescentes e uma hora para crianças da idade de vocês”.

Para finalizar a conversa, Giovani Santoro falou detalhadamente sobre os oito tipos de bullying - verbal, físico, psicológico, moral, sexual, social, material (furto) e virtual –; sobre as consequências da lei, informando o tempo de reclusão para quem comete esses crimes; e deu as dicas de como os alunos devem se proteger deles. “A primeira dica é não adicionar estranhos em suas redes sociais, em seguida evitar postar fotos em demasia da própria rotina, ter muito cuidado com as selfies e, sobretudo, evitar expor a intimidade nas redes”, concluiu.


  • Ligue agora
  • Facebook CFC
  • YouTube CFC
  • Instagram - CFC

Av. Santos Dumont, 1181, Rosarinho. Recife - PE • CEP 52041-060

© Colégio Fazer Crescer 2018. Todos os direitos reservados.